3 de abril de 2009

O Pólo Norte, o bilhete e o fim das férias

.

Pelo posicionamento dos dois aparelhos de ar-condicionado, minha mesa fica no ponto mais frio da redação de O Diário do Norte do Paraná. Por isso, batizei meu posto operacional de "Pólo Norte".

Ainda antes de sair para as melhores férias da eternidade, aproveitadas em março, dei uma ajeitada no Pólo Norte. Deixei a mesa limpa como nunca, cheirando a álcool, para o caso de algum colega precisar de meu computador. Ninguém precisou dele, mas uma repórter-vizinha me relatou que, certa vez, outra repórter-vizinha utilizou meu telefone.

Antes de viajar, deixei três bilhetes desses que os jornalistas costumam colar nos monitores. Num deles, para quem se interessasse em ler, escrevi em vermelho: "...logo, logo volto do litoral de SC, da Serra Gaúcha e de Pato Branco, claro!" A colega que precisou ligar de minha mesa leu o bilhete, e respondeu.

Ao retornar, em 1° de abril, estava o mesmo bilhete, no mesmo local, com dizeres acrescentados a lápis: "volta logo... você está fazendo falta. Beijos".

Que bom saber que alguém encarou o Pólo Norte em minhas férias, que bom voltar e saber do apreço de alguns colegas de profissão pela minha pessoa. É impressionante como pequenos gestos têm a capacidade de gerar alegria, felicidade. As palavras da colega, as quais não pude agradecer por estar ela de férias, foram como um combustível de ânimo no retorno ao trabalho.

Estava com saudade da redação, dos telefones tocando, dos "tec-tecs" nos teclados, do ritmo agitado regado a cafezinho, das discussões com os colegas... Pode parecer insano, mas estava com saudade do trabalho. "Se meu hobby é escrever, não tenho direito de reclamar do que faço para ganhar a vida", pensei, nos primeiros minutos na volta à redação.

Agora, vamos ver se tiro proveito do hobby para atualizar este tímido blog. Na viagem que fiz com meu irmão do meio - mais de 2 mil quilômetros rodados em sete dias - parei no terceiro dia. Dei uns dias de férias ao Blog do LF, mas vou relatar daqui para frente o restante daquela viagem. Começo, meio e fim.

Convido os amigos a lerem o blog. Agradeço os leitores pelas postagens e a chefia do jornal pela aposta em mim. É por isso que sigo postando de Maringá, a mais encantadora cidade do Paraná.

Clique na foto para ampliar (e observe a "placa" mencionando o "Pólo Norte").
.

5 comentários:

Luana Caroline disse...

Quando a gente faz o que nasceu para fazer, faz bem feito né!
Com certeza vc nasceu para escrever!

Abraços, bom retorno!

Anônimo disse...

Aeeeee LF bem-vindoooo !!! Agora mais que colega de trabalho, meu super parceirooooo ... (temos que retomar nosso coffee time junto com o Vini, é claro, apesar da correria !!!

Vanessa

Eduardo disse...

Quero o resto das histórias das férias... claro, sem pseudo-verdades como "faz duas horas que o Eduardo está dormindo"...
Seus textos fazem minhas férias ficarem ainda mais divertidas do que foram... e como foram divertidas!!!
abraços

Bulga disse...

Rapaz, estive aí na semana passada para conversar com o Milton e me apresentaram o Polo Norte. Essa área, pelo visto, abrange parte da mesa central e dos reporteres. Bom retorno, bons tlecs tlecs.

Um abraço

Anônimo disse...

acho que o LF já se adaptou ao clima quente de maringá... quando chegou aqui era todo cheio de falar que adorava o frio, que ainda vai morar em Porto Alegre ou na Groenlândia... e agora, vem aí no blog, reclamar de um ar-condicionado!!! esse ventinho não é páreo para você.
bjus Andréa.

Quem está na cola do LF